Preso pelo sequestro de Anic passou 2 dias em hotel do Aeroporto Santos Dumont com amante às vésperas de ser preso

  • 21/05/2024
(Foto: Reprodução)
Polícia refez os passos de Lourival Correa Netto Fadiga e descobriu que ele voltava de Foz Iguaçu para a casa da amante Rebecca no dia da prisão. Polícia acredita que Anic Herdy esteja morta A polícia refez os passos de Lourival Correa Netto Fadiga, preso, denunciado e réu por extorsão mediante sequestro no desaparecimento de Anic de Almeida Peixoto Herdy, e descobriu que ele e Rebecca Azevedo dos Santos, uma de suas amantes e também ré no caso, ficaram hospedados por 2 dias em um hotel no Aeroporto Santos Dumont, no Centro do Rio. Tão logo a filha de Anic prestou queixa do sumiço da mãe, em 14 de março, a 105ª DP (Petrópolis) passou a monitorar Lourival, o então faz-tudo e segurança dos Herdy. Lourival e Rebecca fizeram check-in no Prodigy Santos Dumont no 16 de março e saíram 2 dias depois, no 18 de março. Nesse dia, Rebecca voltou para casa, em Teresópolis, e Lourival foi a Foz do Iguaçu (PR) para dar prosseguimento à compra dos 950 celulares que, para a polícia, foi um dos meios de lavar os R$ 4,6 milhões do resgate. Lourival retornou ao Rio no dia 20 de março e seguiu para a casa de Rebecca. No caminho, foi preso. Um novo inquérito foi aberto na 105ª DP (Petrópolis) para tentar localizar Anic. “Ou ela está desaparecida ou efetivamente foi assassinada. A polícia não descarta nenhuma possibilidade, mas eu acredito que por conta dessa ambição e dessa impunidade, Anic possa ter perdido a vida”, declarou a delegada Cristiana Onorato Miguel. Anic de Almeida Peixoto Herdy Reprodução/TV Globo Amante da sequestrada A Polícia Civil descobriu também que Lourival era amante de Anic e a atraiu para um encontro no dia em que ela foi vista pela última vez. O suspeito se passou por policial federal para conseguir a confiança da família. O relacionamento amoroso entre Lourival e Anic consta da denúncia do MPRJ, aceita pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Petrópolis. Com isso, Lourival, seus 2 filhos e outra amante dele se tornaram réus no caso. O MPRJ descreve que Lourival, “detentor de uma personalidade galanteadora, possuía relacionamento amoroso com várias mulheres, dentre elas a vítima Anic”. Ainda de acordo com os promotores, Lourival usou o affair com Anic como pretexto para atraí-la até um encontro na Rua Teresa no dia 29 de fevereiro, “quando, então, a sequestrou e passou a exigir do marido o preço do resgate”. O carro de Lourival foi filmado circulando na mesma região minutos depois de Anic ser vista pela última vez, a pé, em uma calçada. Várias amantes “Segundo apurado, o denunciado Lourival mantinha relacionamento simultâneo com várias mulheres, dentre elas a vítima Anic e Rebecca [ré no caso]”, emendou o MPRJ. “A casa de Rebecca, era, portanto, frequentada assiduamente por Lourival, sendo certo, inclusive, que era para lá que ele estava indo, quando veio de Foz do Iguaçu e foi preso temporariamente”, lembra a denúncia. Quem são os réus no sequestro e o papel de cada um no crime O advogado da família de Anic nega a relação amorosa entre os dois e diz que a vítima não conseguiria ficar longe dos filhos. Lourival era amigo da família Hardy e planejou o sequestro e o pedido de resgate, segundo a polícia Reprodução/Fantástico 3 anos de ‘confiança’ Lourival se aproximou dos Herdy há 3 anos, com pequenos serviços de informática, e ganhou a confiança da família ao se identificar como policial federal — o que é uma mentira. “Passando-se por agente da lei, Lourival exercia a segurança pessoal dos membros da família, inclusive de Anic; instalava equipamentos eletrônicos na residência; pagava contas; e tinha acesso irrestrito aos cartões de crédito e contas bancárias de Benjamin [Herdy, marido de Anic]”, destacou o MPRJ. Anic chegou a ir algumas vezes a passeio para Foz do Iguaçu, apenas com o Lourival, sem o marido. Segundo a denúncia, Benjamin recebeu mensagens enviadas do aparelho de Anic com o aviso de que ela tinha sido sequestrada e que deveria juntar R$ 4,6 milhões para o resgate. As instruções recebidas indicavam ainda que os Herdy não procurassem a polícia e deixassem as negociações com Lourival. Mas, segundo o MPRJ, já era o plano de Lourival em ação. “Todo o dinheiro do resgate foi direcionado para Lourival, já que ele, em total manipulação de Benjamin, que nele confiava cegamente, indicou contas bancárias para as quais deveriam ser realizadas as transferências para pagamento do resgate”, diz a denúncia. Benjamin fez, então, 40 transferências, no total de R$ 3.390.066,85, para aquisição de dólares. “Além disso, Benjamin sacou R$ 680 mil em espécie, pagando o restante do resgate em bitcoins”, descreve o MPRJ. À época, 1 bitcoin valia cerca de R$ 70 mil. Como faltavam R$ 530 mil, Benjamin pode ter comprado 8 bitcoins. “Os beneficiários dos valores confirmaram que as transações foram feitas em razão de negócios efetivados com Lourival”, emenda. “Ainda sem desconfiar de que estava sendo enganado por Lourival, Benjamin entregou os dólares e o dinheiro sacado a Lourival para que ele, no dia 11 de março, supostamente encontrasse os sequestradores e fizesse o pagamento do resgate”, diz o MPRJ. Lourival disse que os sequestradores determinaram que o dinheiro fosse deixado numa lixeira na comunidade do Terreirão, no Recreio dos Bandeirantes. Mas no 11 de março o “segurança” dos Herdy foi com os filhos para a concessionária USA Star, onde desembolsou meio milhão de reais (em notas de R$ 200 guardadas numa mochila) por uma picape RAM 3500 Longhorn, comprada no nome da filha, Maria Luíza. Ela ainda deu R$ 30 mil via Pix por uma moto Royal Enfield Classic Dark Stealth Black, também em seu nome. O que dizem os denunciados A defesa de Lourival disse que não foi formalmente notificada da acusação contra o cliente, e que só irá se manifestar diante do juiz. E afirmou que os fatos investigados são meramente especulativos e baseados em suposições. O advogado dos filhos dele disse que está trabalhando para que tudo seja esclarecido. Já os advogados de Rebecca disseram que confiam que a inocência dela será comprovada, e manifestaram preocupação com a forma como a prisão foi decretada.

FONTE: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2024/05/21/preso-anic-passou-hotel.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 5

top1
1. Voando Pro Pará

Joelma, Pedro Sampaio

top2
2. Flash Mob Perna Bamba

[Parangolé e Léo Santana

top3
3. Se Você Tivesse Cuidado

Jonas Esticado, Mari Fernandez

top4
4. Peligrosa

Wisin, Anitta, Shaggy, Maffio

top5
5. Baby

Zé Vaqueiro e Manu Bahtidão

Anunciantes